Gabriel Chalita

Doutor em Filosofia do Direito e em Comunicação e Semiótica, Chalita é autor de mais de 60 livros, entre eles: Cartas entre Amigos, O Segredo das Quatro Letras; Pedagogia da Amizade - Bullying: o sofrimento das ­vitimas e dos agressores; O sol depois da chuva; Pedagogia do Amor; Os Dez Mandamentos da Ética; Educação: a solução está no afeto e O livro dos valores para crianças.
Atualmente, é deputado federal pelo PMDB SP “eleito com mais de meio milhão de votos“, professor da PUC SP, da Universidade Presbiteriana Mackenzie; membro da Academia Brasileira de Educação e da Academia Paulista de Letras e palestrante.

  • • SABERES EM MOVIMENTO
  • • INTELIGÊNCIA ALPHA – FORMAÇÃO DE LÍDERES INSPIRADORES
  • • ÉTICA: CONSTRUINDO RELAÇÕES DE ESSÊNCIA E CONVIVÊNCIA
  • • SUA EXCELÊNCIA, O PROFESSOR!

O conhecimento é um processo fascinante, envolve habilidades e competências. Além disso, atitude e entusiasmo. O bom educador é aquele que consegue instigar de tal ordem os seus alunos que a fremência do tempo e do espaço não sufoque, mas empolgue. Saber é movimento, ratificações e retificações. Evolução. E com ética, uma evolução para o bem. 

O sucesso da aventura humana se encontra na compreensão de que além dos desejos e das escolhas é preciso encontrar um tema para viver. Só inspira quem é inspirado. Só inspira quem tem aspiração, quem sonha. A inteligência alpha é a superação dos conceitos simplistas da inteligência. Não há um maniqueísmo na natureza humana que separe os “inteligentes” dos “burros”. Ninguém é burro! A inteligência é uma questão de liderança, de protagonismo, de agir significativo. Formar para a liderança significa conhecer as diferenças e as imperfeições e construir uma ambiência de respeito e de cooperação. A palestra se direciona para profissionais que têm responsabilidade na liderança de pessoas e de processos. A gestão de pessoas é o grande desafio do líder contemporâneo.

Ética é um código de conduta que visa a um bem. O bem e o belo se somam na construção da felicidade humana. Discutir ética é discutir o universo da essência (inteligência intrapessoal) e da convivência (inteligência interpessoal), é conhecer o significado da semântica do respeito. A postura ética vai além do não roubar e não deixar roubar. Trata-se de um agir responsável com o meio ambiente natural, social e do trabalho. “Não fazer ao outro o que não gostaríamos que conosco fizessem”. Conviver é um desafio constante porque as pessoas são diferentes e estão em permanente mudança. Conhecer a si mesmo ajuda a conhecer o outro. Conhecer o outro ajuda a conhecer a si mesmo. É preciso superar as projeções e construir as cooperações.

Quem é o professor? Um facilitador ou um instigador? Um despejador de informações ou um líder? Qual o futuro da profissão professor? A inteligência artificial terá o poder de substituir os afetos? Quais os melhores caminhos para a formação continuada dos professores? O professor é um líder. É ele quem tem o poder de apresentar ao aluno o universo do protagonismo, é ele quem o estimula a solucionar os problemas. As metodologias ativas, as escolas inovadoras, as aprendizagens por projetos e os espaços do fazer passam pela necessidade de um guia, de um mestre. Cabe ao professor o desenvolvimento do cognitivo, social e emocional do aluno respeitando os consagrados pilares do “aprender a ser, a conviver, a conhecer e a fazer.