Edmardo Galli

Renomado empresário e reconhecido como pioneiro no mercado digital brasileiro, Edmardo Galli combina sua experiência artística e corporativa no dia-a-dia de sua liderança executiva. Além de sua vida como empreendedor e visionário da indústria digital, Galli é  regularmente citado em publicações, dá entrevistas  para grandes veículos e é colunista de importantes  portais de tecnologia, inovação, business e  marketing. Devido à sua vasta experiência e trajetória profissional, Galli também é um célebre palestrante  que contribui para diversos eventos nacionais e  internacionais do mercado.         Um pioneiro no desenvolvimento da indústria digital na América Latina, Galli tem 20 anos de experiência na construção e liderança de empresas emergentes de tecnologia na região, também na América do  Norte e Reino Unido. Em 1996, fundou uma das primeiras agências digitais do Brasil, a 10’Minutos Interactive, que se tornou uma marca reconhecida na indústria,  adquirida em 2007 pela Ogilvy & Mather. Depois, foi Presidente para a  América Latina da Umbro.com e Presidente Brasil da Todosport Network.  Atualmente, à frente da IgnitionOne, é responsável pelas estratégias da  empresa no país, além de gerenciar as operações na América Latina. A  IgnitionOne é uma das empresas de tecnologia mais inovadoras do mundo  digital – está incluída como “Visionária” no “Quadrante Mágico” dos hubs  de marketing digital do Gartner. Um dos diferenciais que Edmardo Galli tem imprimido à operação da IgnitionOne – e que tem contribuído  para a empresa obter um crescimento anual em torno de 150% durante os últimos três anos – é o de  gerenciar o negócio e sua equipe, literalmente, em ritmo de rock n’ roll.

  • • From Rockstar to Tech CEO
  • • "Score" da vida real
  • • A era da Disruptura tecnológica
  • • A importância da personalização de conteúdo e Atendimento atualmente
  • • Fear of Missing Out – FOMO
  • • Inteligência Artificial e o por quê de o algoritmo ser um aliado do trabalho humano, e não o contrário

Como gerenciar uma empresa digital e fazê-la crescer 150% ao ano e em ritmo de rock n’ roll Aliar inovação tecnológica e um estilo de gestão mais descontraído - fruto de outra parte da sua história pessoal, como idealizador e ex-baterista das bandas Heróis da Resistência e Hanói-Hanói, muito conhecidas nos anos 1980 -  ao perfil do mundo digital é um dos talentos únicos do CEO LATAM da IgnitionOne, Edmardo Galli. Um pioneiro no desenvolvimento da indústria digital na América Latina, Galli tem 20 anos de experiência na construção e liderança de empresase procura mostrar que é possível combinar uma gestão profissional – do negócio e das pessoas – em um ritmo diferente, embalado a rock n’ roll.

Estratégias para direcionar uma oferta para um indivíduo cujas atividades online indiquem um grau mais avançado de engajamento, meios de fazer com que um potencial cliente, com pouco ou nenhum engajamento, se engaje mais e a maneira e momento mais adequados para abordagem do público são alguns dos pontos abordados por Edmardo Galli nesta palestra, mais orientada para vendas.

Qual é o estado da arte do marketing digital e das mídias programáticas? E que tecnologias deverão surgir nos próximos anos? Os profissionais de comunicação começam a entender que, para realmente engajar consumidores e prospects, é preciso investir em ações concretas de marketing programático bem planejadas e estruturadas. O sucesso do relacionamento com o consumidor está totalmente ligado ao modo como as marcas se dirigem a esse indivíduo que, necessariamente, deve ser baseado em comunicações personalizadas.

Por mais claro que possa parecer, muitas marcas ainda não reconhecem o potencial do paralelo entre o marketing programático e personalizável e a customização do atendimento, de acordo com o perfil e necessidades do cliente. Transformar as dúvidas dos consumidores em vendas ao mesmo tempo em que não o trata como mais um consumidor em potencial é a chave para conversão e consequente aumento de receita, sobretudo atualmente, quando o público não tem tempo de sobra e conta com uma vasta gama de opções.

Aqui, Edmardo Galli discorre sobre como uma abordagem orientada para objetivos, ao invés de incentivo ao consumo desenfreado induzido pelo FOMO será muito mais útil à longo prazo

Uma vez que as máquinas assumem o comando dos trabalhos manuais e repetitivos – e o clássico “Tempos Modernos” de Charles Chaplin parece estar cada vez mais distante – e a Inteligência Artificial evoluiu ao ponto de executar trabalhos que exigem raciocínio lógico, onde a força de trabalho humano ainda pode ser útil e, por que não, indispensável?